Toxina Botulínica na Odontologia

Você Conhece a Toxina Botulínica?

Regularizada em 2011 para o uso odontológico pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO), a Toxina Botulínica é um composto capaz de promover um relaxamento dos músculos faciais relacionados ao Bruxismo e a Problemas da ATM, reduzindo a hiperatividade muscular.

 

Toxina BotulínicaEssa abordagem terapêutica promove a resolução de quadros dolorosos, reduzindo também a sobrecarga dental e sobre reabilitações protéticas, evitando problemas futuros.

 

A toxina botulínica pode, ainda, ser utilizado para correção do “Sorriso Gengival” (exposição exagerada da gengiva durante o sorriso), o que pode comprometer de forma significativa a estética facial. Indo além de uma ferramenta voltada para o uso estético.

 

Tal componente é usado também para tirar as rítides da parte superior dos lábios, as tradicionais rugas ou marcas de expressão.

A toxina botulínica por lhe fazer muito bem. Agende sua consulta conosco.

Tratamentos com a Toxina Botulínica

No tratamento para pacientes que tem DTM, que é a sigla usada para abranger uma série de problemas clínicos que afetam a musculatura mastigatória e as articulações temporomandibulares causando uma dor facial intensa, a toxina botulínica é bastante utilizada para minimizar as dores do paciente e serve também como um tratamento, levando apenas alguns minutos para sua aplicação.

 

Toxina BotulínicaA injeção da toxina alivia as dores mandibulares que repercutem nos músculos mastigatórios ou até mesmo dos pacientes que sofrem Bruxismo, um distúrbio da movimentação maxilar involuntária, que causam hipertrofia dos músculos mastigatórios, atrição dentária e fraturas em dentes restaurados ou implantes dentários, estando presente em várias disfunções da odontologia. Tal aplicação relaxa os músculos e diminui a pressão entre os dentes que são uns dos sintomas do Bruxismo, melhorando a saúde do paciente.

 

Pessoas com Sorriso Gengival, que apresentam a gengiva em excesso quando sorriem, podem também aderir à aplicação da toxina em casos em que a gengiva não excede três milímetros dos lábios. Com uma aplicação no músculo superior dos lábios, o efeito causado pelo Sorriso Gengival desaparece, apresentando uma melhora significativa. Vale ressaltar que a aplicação e o uso da toxina é um coadjuvante no terapêutico odontológico, sendo utilizado junto com outros procedimentos que serão avaliados pelo dentista.

 

Efeitos Colaterais da Toxina Botulínica

Por ser uma toxina, algumas pessoas podem ter efeitos colaterais, até mesmo pelo relaxamento de um músculo que até então sofria de atrofia. Após a aplicação da botulínica os pacientes podem apresentar dores de cabeça temporária, apenas.

 

Contraindicações da Toxina Botulínica

Aplicar a toxina não tem um público restrito. No entanto, mulheres grávidas ou em processo de amamentação não podem fazer o procedimento, já que a toxina pode afetar o feto, que ainda não criou anticorpos contra tal ameaça. Além disso, pacientes com doenças que afetam os músculos também não podem realizar o tratamento. Para os demais casos, no entanto, doses seguras devem ser aplicadas pelo dentista que acompanhará o caso de cada paciente.