Disfunção Temporomandibular – DTM

Disfunção Temporomandibular – DTM

A disfunção temporomandibular, também conhecida por DTM ou disfunção da ATM, é uma doença que afeta milhões de pessoas, mas que ainda é pouco conhecida. A DTM se manifesta nas articulações temporomandibulares (ATM) e nos músculos responsáveis pelos movimentos da boca e pela mastigação. Os principais sintomas associados a essa doença são: dores na face ou na região das ATM, dificuldade e/ou dor para abrir ou fechar a boca, dores de cabeça mais de duas vezes na semana, estalidos articulares e episódios de travamento da boca.

disfunção temporomandibular dtm Embora ainda nos dias de hoje muitos acreditem que as DTM são geradas apenas por fatores anatômicos como falta de dentes, mal posicionamento dos dentes, assimetrias faciais, a real origem dessa doença vai muito além desses fatores. As pesquisas atuais mostram que a avaliação desses pacientes deve ser mais ampla, abrangendo além dos fatores dentários, alguns hábitos de vida desse indivíduo como excesso de movimentos desnecessários feitos com a boca (manter os dentes encostados por muito tempo, ranger dos dentes, morder lábios, bochechas e língua), avaliação cuidadosa do bruxismo, avaliação das posições e posturas desfavoráveis de trabalho, sono e lazer, fatores psicológicos associados.

O dentista especialista em DTM trata esse distúrbio com terapia específica, acupuntura, massagens, técnicas de controle de hábitos parafuncionais, placas para controlar o desgaste dental e o bruxismo.

O reconhecimento desses hábitos e o treino para removê-los, na grande maioria das vezes é a chave para controlar os sintomas das DTM. O tratamento das DTM normalmente é conservador, feito com terapias aplicadas em consultório odontológico e terapias caseiras, apresentando rápido resultado.

Uma forma simples de saber se você tem algum sintoma de DTM é responder a este questionário com informações referentes aos últimos 30 dias:

  1. Tem dor quando abre a boca ou quando mastiga. Uma vez por semana ou mais? ( ) sim ( ) não
  2. Tem dor na face, têmporas, articulação temporomandibular ou maxilares. Uma vez por semana ou mais? ( ) sim ( ) não
  3. Já teve a mandíbula presa ou travada de forma que não abrisse completamente a sua boca? ( ) sim ( ) não
  4. Tem dores de cabeça mais do que uma vez por semana? ( ) sim ( ) não

Caso você tenha respondido sim a pelo menos uma dessas perguntas não significa que você tenha DTM, mas seria importante uma consulta mais específica e detalhada com um especialista para diagnóstico e orientações adequadas.

Dra. Natália Pinheiro Ribeiro

Especialista em Ortodontia e DTM (disfunção temporomandibular)
CRO: 91923